Transtorno bipolar

Psicólogo em Americana Psicóloga em Americana

O transtorno bipolar (chamado anteriormente de doença maníaco-depressiva), os episódios de depressão se alternam com episódios de mania, ou uma forma menos grave de mania chamada hipomania. A mania caracteriza-se por atividade física excessiva e sentimentos de euforia que são desproporcionais a qualquer situação.
  • A hereditariedade provavelmente tem uma participação no transtorno bipolar.
  • Os episódios de depressão e mania podem ocorrer separados ou juntos.
  • As pessoas passam por um ou mais períodos de tristeza excessiva e perda de interesse na vida e um ou mais com períodos de euforia, extrema energia e normalmente irritabilidade, com períodos de humor relativamente normal entre eles.

Sintomas

No transtorno bipolar, os episódios de sintomas se alternam com períodos virtualmente sem sintomas (remissões). Os episódios duram desde poucas semanas até três a seis meses. Ciclos — tempo que decorre desde o início de um episódio até o próximo — varia em duração. Algumas pessoas não têm episódios frequentes, possivelmente só poucas vezes na vida, embora outras tenham quatro ou mais episódios a cada ano (chamado ciclo rápido). Apesar dessa grande variação, o tempo do ciclo para cada pessoa é relativamente consistente. Os episódios consistem de depressão, mania ou mania menos grave (hipomania). Apenas poucas pessoas alternam entre mania e depressão a cada ciclo. Na maioria, um ou outro predomina até certa medida. Depressão A depressão no transtorno bipolar se parece com a depressão que ocorre sozinha. A pessoa se sente muito triste e perde o interesse nas suas atividades. Elas pensam e se movem lentamente e podem dormir além do normal. Pode ocorrer um aumento ou diminuição do apetite e elas podem perder ou ganhar peso. Elas podem se sentir sobrecarregadas com sentimentos de desesperança e culpa. Elas podem não conseguir se concentrar ou tomar decisões. Os sintomas psicóticos (como alucinações e delírios) são mais comuns na depressão que ocorre no transtorno bipolar do que na depressão que ocorre isoladamente.

Tratamento: Psicoterapia

A psicoterapia costuma ser recomendada para pessoas que tomam medicamentos estabilizadores do humor, sobretudo para os ajudar a seguir o tratamento. A terapia em grupo muitas vezes ajuda as pessoas, e os seus parceiros ou parentes, a entenderem o transtorno bipolar e os seus efeitos. A psicoterapia individual pode ajudar a pessoa a aprender a enfrentar melhor os problemas da vida cotidiana.

Serviços

Como iremos lhe ajudar!

Referência Especializada em Saúde Emocional e Psicológica

Possibilitamos um serviço de atendimento psicológico especializado de modo simples e prático.

  • Atendemos particular e oferecemos descontos para clientes de convênios.
  • Compreenda melhor de que forma e como podemos lhe ajudar.
Vamos ter uma conversa transformadora!
Qual período têm disponibilidade?
ESPECIALIDADES

Especialidades

    Cart